aloweb.chat

Retorno sobre investimento (ROI): Como funciona?

Quando o assunto é saúde financeira empresarial, diversos indicadores são listados como importantes para compreender o cenário em que o negócio está inserido. Mas em meio a tantas opções, uma em especial tem se destacado: o ROI. Por ajudar a compreender como cada iniciativa contribui para o todo, é essencial ficar de olhos bem abertos para o Retorno Sobre o Investimento, um indicador que ajuda sua empresa a crescer em conjunto.

Quer saber mais a respeito da importância do ROI e aproveitar para aprender a calculá-lo? Então continue acompanhando nosso post de hoje!

Afinal de contas, o que é ROI?

Você provavelmente já ouviu falar bastante sobre o ROI, certo? Mas será que sabe exatamente no que consiste esse indicador? Então entenda desde já: basicamente, o ROI demonstra quanto de retorno financeiro um investimento está trazendo para a empresa.

Imagine que você acaba de adquirir um sistema ERP com o objetivo de otimizar processos, aumentar a produtividade, reduzir falhas e melhorar a gestão. Até aí tudo ótimo. Mas como você pode saber se tudo isso está mesmo acontecendo e que tipo de valor vem sendo gerado para companhia? Simples: calculando o ROI!

Nesse caso, some tudo o que deixou de gastar com sua operação depois da implementação do ERP — como horas extras, impressões, demora nos processos e assim por diante. Com esses números em mãos, aí sim você pode passar para o cálculo do ROI!

Como é feito o cálculo do ROI?

Como um dos indicadores de rentabilidade mais importantes do negócio, o ROI deve ser mensurado periodicamente a fim de verificar se o retorno sobre determinado investimento se mantém, se aumentou ou se diminuiu. É fácil perceber, portanto, que esse é um indicador de passado, pois revela aquilo que sua empresa realmente executou.

O cálculo é o seguinte: (receita – investimento) / investimento. E para ter o número em formato de porcentagem, basta multiplicar o resultado por 100! Assim, imaginando que seu sistema ERP gerou 5 mil reais de economia em um mês, mas custou 500 reais em um modelo SaaS, você teria: (5.000 – 500) / 500 = 9 x 100 = 900% de retorno sobre o investimento feito.

Por que é importante conhecer o ROI?

Podemos dizer, sem sombra de dúvida, que o ROI é um grande aliado para saber onde exatamente investir recursos, em que pontos é melhor manter ou reduzir os investimentos. Os impactos dessa análise permitem que você tome diversas decisões com muito mais segurança. Veja a seguir o que o ROI viabiliza!

Investir dinheiro com inteligência

Imagine 3 produtos, A, B e C. O item A tem ROI positivo, enquanto B tem ROI estável e C apresenta um ROI negativo — não está gerando renda para a organização. Com essas informações em mãos, fica fácil perceber que o investimento no produto A deve ser ampliado para expandir seu market share e, assim, gerar uma lucratividade maior para a empresa, certo?

Nesse caso, o produto B, que segue estável, também pode receber mais aportes de dinheiro para se tornar igualmente rentável ao A. Já o produto C pode ser descontinuado ou ao menos reavaliado para descobrir onde está o problema causador da falta de vendas para, só então, pensar em investir novamente nele.

Conhecer o desempenho da equipe

Muitas empresas deixam de investir em treinamento de funcionários por acreditarem que os custos envolvidos não trazem retorno suficiente. Mas essa perspectiva está completamente errada! Antes de mais nada, é preciso enxergar esse processo de capacitação como investimento e não despesa. Por serem investimentos, portanto, é sim possível calcular o ROI dos treinamentos corporativos!

Digamos que um operário de uma fábrica monta 10 unidades do produto A em 1 hora. Após um treinamento promovido pela empresa, ele passa a produzir 15 unidades no mesmo tempo. Só aí já é um ganho de 50%, correto? E o melhor é que ainda é preciso somar esse incremento a suas vendas ao longo de um mês inteiro! O cálculo do ROI do treinamento só é calculado depois, considerando o total de receitas obtidas com o incremento da produção, menos o total investido no treinamento, dividido pelo valor do treinamento.

Melhorar as estratégias de venda

Se você conhece o desempenho de cada produto ou serviço da sua empresa no mercado, pode, com o ROI de cada um, identificar as melhores formas de comercializá-los. Pronto para atingir uma performance mais competitiva?

Se o produto C não está vendendo, pode ser que seus canais de distribuição não sejam os mais adequados. Também existe a possibilidade de o público a que ele está destinado não ser o ideal. Essas questões estão atreladas aos setores de marketing e vendas, que podem a partir daí fazer uma análise aprofundada das estratégias empregadas, mudando-as para testar novas ações. Assim, é possível otimizar suas campanhas antes que causem prejuízo, tornando-as mais efetivas em relação à atração de resultados para o negócio.

Acompanhar a evolução da empresa

O ROI pode tanto ser calculado isoladamente, setor por setor e ação por ação, como de forma global, levando toda a empresa em consideração. A lógica é simples: ao optar por essa perspectiva mais ampla, o ROI mostra quanto a empresa vem gerando de retorno sobre o investimento total feito.

Para ficar mais fácil de compreender, imagine que você acabou de inaugurar uma nova filial. Obviamente, então, sabe quanto foi gasto no projeto. Daqui a um mês, por exemplo, será possível calcular o ROI desse investimento para entender quanto de receita a nova filial trouxe para a empresa.

Pode ser que, de início, não seja o melhor ROI do mundo — afinal, as atividades acabaram de começar. Contudo, fazendo um acompanhamento ao longo do tempo, será possível ver como o desempenho está crescendo e que ações podem ser feitas para alavancar os negócios. Você pode inclusive comparar o ROI entre unidades da empresa, entre setores ou produtos, identificando assim melhores práticas a serem aproveitadas de um local para o outro.

Tomar decisões mais conscientes

Antigamente, por incrível que pareça, praticamente todas as decisões das empresas dependiam apenas do feeling dos gestores. Hoje, a realidade é totalmente diferente. Na prática, com a concorrência se tornando cada vez maior, não dá mais para correr esse tipo de risco. Aí entra novamente o ROI, acompanhado de outros indicadores de performance organizacional, para proporcionar uma visão mais abrangente sobre o negócio e, com isso, permitir que a gestão tome decisões mais precisas.

Com a análise de vários investimentos ou projetos, você pode determinar quais são prioritários para a empresa. Nesse cenário, fica infinitamente mais fácil saber quais setores trazem maior rentabilidade para preservá-los durante uma eventual reestruturação interna.

Quer ir além do ROI e manter sua empresa saudável em absolutamente todos os aspectos?  Conheça uma pouco mais sobre a aloweb e como nós podemos te auxiliar !

Maximiliano Salgado

Siga-nos

Não seja tímido, entre em contato. Adoramos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos.